Terça-feira, 9 de Outubro de 2007

Ó pressora!

Eu não estou aqui para oprimir ninguém, mas às vezes apetece! Todos os dias ouço queixinhas, já chega! Ora é a Mariana que diz " Ó pressora, a Bárbara mexeu nas minhas folhas!" Ora é o Alexandre que diz "Ó pressora, o Zé não está a passar as palavras para o caderno." Ora é o Rúben que diz "Ó pressora, a Bárbara está a falar com a Sandra." Ora é a Vânia que diz " Ó pressora, a Susana, o Dinis e o Carlos estão na conversa." ... rsrrsrs

"Meninos: Eu detesto queixinhas, estou fartinha de vos dizer! Já chega, cada um olha por si!"

São apenas algumas queixinhas que me fazem os alunos durante as aulas... Mas eu até acho piada. Pior mesmo é quando fazem pouco uns dos outros, isso odeio mesmo e não tolero. Acredito sinceramente que foi por causa de um professor irresponsável (entre outras pessoas capazes de influenciar, obviamente) que meninos como o George Bush e Osama Bin Laden cresceram com o avontade de se rir dos outros e de magoar os "mais frágeis".

Vá, é isso o que eu penso neste momento.






Sinto-me: Capaz de oprimir
Música: Mika - Relax (take it easy)

5 comentários:
De 100interesse a 9 de Outubro de 2007 às 22:21
Ser professor deve ser das profissões mais enriquecedoras que há em termos de análise de comportamentos sociais e humanos!
Tenho uma visinha que é professora primária e adoro ouvir as histórias que ela conta!
Obrigada pela visita ao meu blog!
Volta sempre!
Beijinhos


De 100interesse a 10 de Outubro de 2007 às 09:58
"Vizinha"... com Z... sorry!! :)


De Ginjinha a 12 de Outubro de 2007 às 00:03
o que não tens de aturar...mas é normal, são crianças e temos que os moldar e educar e termos fé que não se tornem em pessoas como essas!

Ginjokas e tem paciência!


De filhaemãe a 7 de Novembro de 2007 às 13:39
Os miúdos são lindos, mas junta-se um grupo de 20 ou 30 numa sala e eles transformam-se em Monstros medonhos capazes de devorar um adulto em segundos!
Quando comecei a trabalhar com crianças tinha alturas de me apetecer fugir da sala e muitas vezes chegava a casa com lágrimas nos olhos sentindo "não aguento isto!"
Agora que já aprendi a "domar as feras" tem momentos mágicos, em que me sento em cima de uma mesa e fico a ouvi-los contar as suas histórias, a ver a vida pelos seus olhinhos e sinto-me criança como eles, sinto que eu também tenha a idade deles!
Mas ao fim de 5 minutos de sonho, lá vem um engraçadinho que estraga a magia e dá-lhe para empurrar um colega, ou fazer queixa porque o outro lhe pegou no lápis ou outra coisa qualquer que me faz imediatamente descer à terra e lembrar-me que também é minha função servir de "polícia" e por a tropa em ordem!
Com as crianças temos de ter Amor Firme, mostramos que gostamos delas mas também que exigimos que cumpram certas regras essenciais, senão é a rebaldaria geral!


De MeninaDoLeme a 8 de Novembro de 2007 às 21:24
Li o teu post e senti que escreveste mesmo aquilo o que eu sinto! Por vezes alguns miúdos são mesmo muito mauzinhos. São crianças, são ingénuos, mas muitas vezes as suas intervenções revelam uma grande maldade. Felizmente são uma minoria nas minhas turmas e tenho muitos meninos e meninas que trazem muita alegria e animação para a sala de aula.



Comente esta Maré

~Sobre a Marina

~Pesquise nesta Onda

 

~Agosto 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


~Ondas recentes

~ Here I am again...

~ Santa Claus is coming to ...

~ Hesiodo

~ Parece que não é muito ma...

~ Being Popular

~ Fuck It!

~ É assim que me sinto... :...

~ Desafios de leitura

~ One Republic - Apologize

~ What the F*** is this??

~Marés

~ Agosto 2008

~ Dezembro 2007

~ Novembro 2007

~ Outubro 2007

~ Setembro 2007

~tags

~ todas as tags

~Links

~Quantos tripulantes estão no barquinho?

online
badge

~Quantos barquinhos aqui passaram?

Free Web Counter
Free Counter
blogs SAPO
RSS